Publicado Outubro de 2017


ESTA NOSSA AMADA JUVENTUDE!

A 31ª Festa do nosso Seminário Paulo VI foi linda e, graças a Deus, tudo correu muito bem. Expresso a gratidão da Diocese aos formadores, seminaristas e à multidão que veio das Paróquias e que ajudaram antes, durante e depois com muito zelo e empenho. Um dos momentos mais belos foi a Gincana dos Adolescentes e Jovens, preparada com esmero. Dava gosto ver o entusiasmo, a alegria e o compromisso deles. Eu, me babando, pensava: “Pronto! Esta é uma das maneiras mais sadias e eficazes de evangelizá-los, através do lazer, esporte e cultura!”. Por outro lado, quanta tristeza sentimos perante fatos dolorosos envolvendo adolescentes e jovens como vítimas, ou como causadores de sofrimento. Lembram aquele adolescente que feriu duramente a professora que lhe havia chamado à atenção, e das crianças baleadas?


Na Visita Pastoral aos Regionais aparece claramente nos diálogos que a 4ª Urgência do nosso Plano Pastoral Diocesano “Vida, Formação e Evangelização dos Adolescentes e dos Jovens” é extremamente importante e necessária. De fato, eles são (no presente) e serão (no futuro) protagonistas na vida e na missão da Igreja e da Sociedade.


A Igreja há tantos anos vem trabalhando para que os jovens assumam o processo integral de sua formação e descubram, a partir da fé em Jesus, e na sua proposta, a verdadeira felicidade que tanto procuram. A Igreja da América Latina, na Conferência de Puebla, em 1979, já assumiu a “Opção preferencial pelos jovens”, porque “A Igreja confia nos jovens. Eles são sua esperança, pois possuem um verdadeiro potencial para o presente e o futuro de sua evangelização” (n.1186).


A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em 2007, elaborou um documento interessante com o título: Evangelização da Juventude: Desafios e Perspectivas Pastorais. Nele apresentam-se elementos importantes para conhecer a realidade dos nossos jovens para que, a partir da fé baseada na Palavra de Deus e nos ensinamentos da Igreja, eles tenham pistas e linhas concretas de ação na busca da evangelização. São apontadas também sugestões práticas em prol dos direitos dos jovens no campo social, como na educação, no mercado de trabalho, na cultura e lazer, na segurança pública, na saúde, na participação política etc.


Outra proposta bem enfatizada é a organização do Setor Diocesano de Juventude: “Organizar o Setor Juventude em cada Igreja Particular, de forma criativa e participativa, para fortalecer e dinamizar a evangelização da juventude a partir de todas as forças presentes” (n.198). Então, o que se propõe o Setor Juventude, na Diocese, é uma organização simples, busca de unidade, valorização de todas as expressões e respeito pelo perfil de cada uma na forma de viver a fé e a espiritualidade na Igreja. Graças a Deus em nossa Diocese temos, entre tantas “formas de juventude ou juventudes”: a Pastoral da Juventude (PJ), a Catequese da Crisma, o Movimento Juvenil, o Oasis, o Cursilho Jovem, o Ministério Jovem da RCC, a Juventude Mariana, a Jufra, a EJC, a AJC, Grupo Calasantino, Juventude Universitária, Coroinhas, Infância-Adolescência, Juventude Missionária, grupos próprios de paróquias etc, (desculpem se esqueci de algum grupo!). Existe uma Coordenação Diocesana, assessorada pelo Pe. Fabiano. Como é necessário que as diversas expressões se sintam irmanadas no Setor Jovem, sem competições e rivalidades. Pelo contrário, unam as forças no único ideal: seguir, amar e servir o Senhor Jesus e fazer com que muitos outros jovens façam a mesma experiência no cotidiano da vida.


Como os últimos Papas amaram a juventude e deram sinais claros disto! São João Paulo II inventou as Jornadas Mundiais da Juventude e participou em nove delas. Papa Bento XVI afirmava: “Sois jovens da Igreja... Vós sois o presente jovem da Igreja e da Humanidade. Sois seu rosto jovem. A Igreja precisa de vós, como jovens, para manifestar ao mundo o rosto de Jesus Cristo”.


E o Papa Francisco presente na JMJ no Rio, na JMJ na Polônia e se preparando para a JMJ no Panamá. Mais ainda, escolheu o tema do próximo Sínodo dos Bispos, em outubro, com este tema: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.


Nossa Diocese também ama os adolescentes e os jovens! Neles pensa, e deseja seu bem! Por isto, convida a todos a participarem do próximo Dia Nacional da Juventude (DNJ), que ocorrerá em 22 de Outubro na matriz da Paróquia São José Operário (Mesquita), a partir das 13h. É um evento do Setor Jovem; portanto, o apelo está dirigido a todos: àqueles (as) que já participam de pastorais e movimentos, assim como àqueles que ainda não se engajaram, mas estão buscando encontrar-se e serem felizes, colocando sua vida a serviço.
Então, até lá! Será uma festa maravilhosa!


Jesus, Maria e jovens, já confirmaram a presença!


Abraço fraterno com as bênçãos de Deus!

 

Dom Luciano Bergamin, CRL

Bispo Diocesano

VÍDEO EM DESTAQUE
VEJA TAMBÉM
 
   
nossos contatos  

 
(21) 2767-7943
 
caminhandojornal@gmail.com
 
/diocesedenovaiguacu
 
 
endereço

Mitra Diocesana
Endereço: Rua D. Adriano Hipólito, 8
Bairro: Moquetá - Nova Iguaçu - RJ